Ao iniciar os estudos em fotografia eu precisava praticar. Fotografava basicamente a minha vizinhança, as ruas, as fachadas, o rio que passa na cidade e toda a vida ao redor dele e meus amigos e familiares. Onde eu ia levava comigo minha câmera fotográfica. Foi através dessa rotina que descobri em mim uma inclinação para fazer retratos.
Adoro conhecer as pessoas, suas histórias, suas memórias e suas expectativas. E é essa linha que me conduz ao delicioso ato de fotografar!
Back to Top